Ex-ateu que inspirou filme ‘Em Defesa de Cristo’ diz que igreja dividida não alcança pessoas


Lee Strobel atualmente é um dos grandes nomes da apologética cristã, área da teologia que se dedica à defesa da fé. Entretanto, ele precisou trilhar um longo caminho até alcançar essa posição, sendo a oração da sua esposa e o apoio da igreja fundamentais para a sua conversão, quando deixou o ateísmo.


Foi a história de Strobel que inspirou o filme Em Defesa de Cristo, um dos maiores sucessos de bilheteria do gênero, onde o público pôde saber como a oração e o testemunho da sua esposa, Leslie, lhe atraiu para Cristo.


Como jornalista investigativo, Strobel decidiu procurar às evidências históricas do cristianismo, chegando a conclusão de que Jesus Cristo, de fato, ressuscitou dentre os mortos. Desde então ele dedicou sua carreira para anunciar o evangelho, escrevendo várias obras apologéticas e doutrinárias acerca da fé cristã.


Com seu próprio testemunho e experiência, Strobel agora ensina aos cristãos que a oração é o principal caminho para a conversão de alguém, segundo uma entrevista concedida por ele ao programa Family Talk na última segunda-feira (30).


“Eu tenho um irmão que é ateu até hoje e tenho orado por ele há 17 anos, desde que me tornei cristão. Eu não vejo nenhum progresso. Acho que ele está tão longe de Deus quanto 17 anos atrás. Sabe de uma coisa? Eu queria desistir e dizer: ‘Eu fiz uma oração, agora me dê um truque evangelístico’. Mas Deus me diz para continuar orando”, disse ele.


“Jesus orou até o fim. Se há alguém em sua vida que você ama desesperadamente, e que está caminhando para uma eternidade sem Cristo, continue orando. Continue orando”, destaca.



O diferencial da igreja


A oração é uma arma indispensável na batalha espiritual para a conversão de alguém, mas Strobel também ressalta a importância da unidade nas igrejas. Ou seja, do testemunho que uma congregação transmite aos não convertidos.


“Sua igreja está pregando a reconciliação, mas quando eles [não convertidos] entram nela, conseguem sentir uma divisão?”, questiona o apologista, segundo o portal The Christian Post.


“Eles vêem uma igreja que está tentando alcançar pessoas perdidas, mas não é motivada por corações que estão quebrados pelos perdidos. O que eles estão vendo?”.


Strobel então reforça a necessidade de união e testemunho da congregação, na hora do acolhimento e acompanhamento dos não convertidos, algo que foi fundamental em sua própria conversão, quando foi acolhido pelos membros da igreja da sua esposa.


Para os que desejam evangelizar, o autor explica que é preciso estar preparado e em oração, pois assim Deus fará com que oportunidades apareçam de forma natural.

“Se você está motivado a compartilhar sua fé por causa do amor de Jesus em você, se você tem um tempo no seu dia para interagir com descrentes, se você estiver preparado para compartilhar sua fé de maneira simples e natural e se você estiver orando por oportunidades, Deus guiará as pessoas para você falar sobre Jesus Cristo”, conclui.


Fonte: https://noticias.gospelmais.com.br/ex-ateu-que-inspirou-o-filme-em-defesa-de-cristo-100788.html




Categoria:Mundo Cristão

Deixe seu Comentário